Francesa Lactalis oferece indenização por casos de salmonela


FRANCESA LACTALIS OFERECE INDENIZAÇÃO POR CASOS DE SALMONELA

Fabricante estende recall de leite e de produtos lácteos infantis para 83 países

O GLOBO | COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS | 14.01.2018

Noticias - Lactalis - Salmonela 2018
Caixas de leite para bebês feito pela Lactalis recolhidas em uma drogaria em Anglet, na França – Bob Edme / AP/11-12-2017

PARIS – A França recebeu bem neste domingo a promessa do grupo Lactalis de compensar vítimas de uma contaminação por salmonela em seus produtos de leite para bebês, mas informou que a investigação judicial para determinar quem são os responsáveis continuará. O presidente-executivo da Lactalis, Emmanuel Besnier, disse à publicação semanal Journal du Dimanche que a companhia, uma das maiores produtoras de laticínios do mundo, “pagará indenizações a cada família que foi prejudicada”. Infecções por salmonela podem ser um risco à saúde e as famílias de três dúzias de crianças que adoeceram na França como resultado da contaminação do leite para bebês anunciaram uma série de processos judiciais.

A promessa de Besnier foi feita dois dias após a Lactalis ter ampliado para 83 países um recall de produtos para cobrir todas as fórmulas infantis feitas em sua fábrica em Craon, independentemente da data de fabricação, em uma tentativa de conter o escândalo que pode prejudicar o estratégico agronegócio francês em mercados estrangeiros. Segundo o executivo, agora são mais de 12 milhões de caixas de produtos lácteos para bebês sob revisão, o que representa todos os lotes produzidos na fábrica da Lactalis em Craon, localizada no noroeste da França, onde a bactéria foi descoberta em dezembro. Besnier, no entanto, não informou quais os 83 países afetados.

De acordo com a BBC, um porta-voz da companhia afirmou que as nações afetadas estão na Europa, África, Ásia e América Latina. Reino Unido, EUA e Austrália estariam de fora, ainda conforme a rede britânica de notícias.

No início de dezembro, a Lactalis anunciou a aquisição da brasileira Itambé Alimentos da Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais (CCPR).

“Pagar uma indenização é bom, mas o dinheiro não pode comprar tudo”, disse o porta-voz do governo, Benjamin Griveaux, em entrevista à BFM TV.

O medo se intensificou na semana passada quando os maiores varejistas da França, incluindo o Carrefour, Auchan e Leclerc admitiram que produtos que sofreram recall em dezembro tinham chegado às prateleiras mesmo assim.

“É trabalho da investigação determinar onde as falhas ocorreram e quem é culpado”, disse Griveaux, acrescentando que “as responsabilidades foram compartilhadas”.

Besnier não informou o valor que as indenizações podem alcançar. Implementar um recall global será desafiador. A Lactalis, empresa de capital fechado que é uma das maiores produtoras de laticínios do mundo, exporta alimentos para bebês para 83 países por toda a Europa, África e Ásia.

O Journal Du Dimanche informou que 35 bebês foram diagnosticados com salmonela na França, um na Espanha e que há um possível caso na Grécia.

A Lactalis, fundada em 1933, passou a ser um dos gigantes mundiais do setor lácteo desde que lançou uma oferta pública de ações hostil em 2011 pela italiana Parmalat. Atualmente, conta com 246 fábricas em 47 países, entre eles Brasil, Espanha, México, Argentina, Colômbia, Venezuela e Chile.