ATIVIDADES

ATIVIDADES DA IBFAN

  • Promover e proteger a amamentação;
  • Divulgar, monitorar o cumprimento e atuar no aprimoramento da Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância, Bicos, Chupetas e Mamadeiras (NBCAL), Lei 11.265/2006 e Resoluções pertinentes;
  • Colaborar com a Vigilância Sanitária, ANVISA e com o Ministério da Saúde na implementação da NBCAL e Lei 11.265/2006;
  • Sensibilizar e capacitar pessoas para divulgar e realizar o monitoramento da legislação pertinente;
  • Divulgar a NBCAL e Lei 11.265/2006 esclarecendo os profissionais de saúde sobre sua importância;
  • Elaborar e distribuir material informativo e educativo sobre promoção e proteção ao aleitamento materno e sua defesa, ressaltando as conseqüências da disseminação da alimentação artificial;
  • Capacitar pessoas ou grupos para o monitoramento das estratégias de marketing que interferem negativamente na amamentação;
  • Capacitar pessoas para o manejo da amamentação;
  • Divulgar e participar nacionalmente e no exterior das diversas formas de luta em defesa da amamentação, buscando com o intercâmbio de informações a solidariedade entre seus membros e outros grupos de pessoas que tenham os mesmos objetivos;
  • Prestar assessoria a entidades governamentais e não governamentais e órgãos das Nações Unidas, nos programas de adoção da legislação pertinente e outras medidas apropriadas para a proteção da amamentação;
  • Apoiar grupos em países da África de língua portuguesa na defesa do Código Internacional de Comercialização de Substitutos do Leite Materno;
  • Atuar na aplicação efetiva das políticas de promoção, proteção e apoio da amamentação e do leite humano;
  • Promover a saúde, colaborando diretamente na aplicação de programas oficiais e de iniciativas similares de outras organizações;
  • Promover iniciativas de segurança alimentar e nutricional da criança;
  • Participar de espaços sociais de controle das políticas públicas;
  • Atuar em outras atividades que colaborem para a execução de sua missão.
  • Participar da Semana Mundial de Amamentação (SMAM) e de outros eventos públicos divulgando as políticas de proteção ao aleitamento materno.